Aqui vou deixar alguns documentos que podem ser úteis na sua rotina com o bebê. Basta clicar para fazer o download. 

Clique aqui para download:

Essa tabela é ótima para organizar as atividades da criança. Pode ser utilizada nas férias e ate mesmo no dia-a-dia da família.  Assim, a criança consegue perceber como serão ricos os dias com mais tempo para fazer o que mais gosta e precisa: BRINCAR!

Salve e imprima a imagem do post. Uma por semana. A criança não lida bem com muitas informações, por isso fazer semana a semana é o ideal. Depois disso, coloque na geladeira, ou no mural do quarto da criança. O importante é que seja um local visível para ela.

Montem juntos as atividades que farão em cada dia. Leve em consideração os horários da família para não prometer algo que não possa cumprir, ok?

Fazer o planejamento com a criança, faz total diferença. Permite que ela se sinta importante, participativa, estimula a autonomia e aguça o senso de organização.

É super importante você ter de fácil acesso, uma listinha com os telefones mais importantes em relação ao bebê .

A sua babá ou qualquer pessoa que o bebê fique sob cuidados, mesmo que por apenas alguns momentos, precisa ter a mão alguns telefones .

📞 Em casos de emergência, alguns minutos podem fazer a diferença no salvamento da vida do seu filho (a).

Pode fazer o download dessa tela, imprimir e deixar na geladeira da sua casa por exemplo, no quarto do bebê. O importante é que esteja visível!

Clique aqui para download:

Clique aqui para download:

Muitas crianças têm medo de ver monstros à noite, quando vão dormir. Isso se deve principalmente à sua imaginação fértil, e é bem comum ver realidades inocentes transformadas em pesadelos terríveis. Se for o caso do seu filho, você pode incentivá-lo a dominar os próprios temores ou as coisas que o deixam incomodado para superar qualquer problema — o que, de forma geral, não exige interferência de terapeutas, já que a situação tende a ser resolvida dentro de semanas ou meses

Para ajuda-la nessa missão, há uma ideia super fofa e criativa no mercado: o spray anti-monstro. É uma alternativa lúdica para lidar com esse medo tão comum nas crianças de 4 à 6 anos.

A ideia é ajudar a criança a superar e enfrentar o medo, sem banalizar ou ridicularizar o que ela está sentindo. Nessa idade, é comum que as crianças tenham medo de monstros e fantasmas, e elas realmente acreditam que eles existem! Mostre que está ao lado dele para ajudá-lo a enfrentar o medo. Aí que entra o spray anti-monstro!

👾Faço junto com seu filho:
👉 Separe um recipiente borrifador (destes que você compra

em lojas de utilidades domésticas)

👉 Coloque dentro um pouco de luz (estrelinhas, lantejoulas, para ilustrar que os monstros morrem com a luz), coragem (glitter, porpurina, para ilustrar que a coragem ficará impregnada nele ao borrifar no ar) e amor (pode ser uma essência de lavanda ou alfazema que ajuda a acalmar também, para ilustrar que o seu amor por ele, ajudará a combate-los os monstros terríveis)

👉 Imprima o rótulo da imagem do post, que fizemos com muito carinho para você ter um rótulo bem bonito para o frasco.

Embarque na fantasia e passe bastante segurança para a criança. também pode ser uma opção. Tem um monstro no armário? Que tal borrifar um spray anti monstro? É melhor ajudar a criança a encarar o medo do que a fugir dele.

Clique aqui para download:

O autoconhecimento é a capacidade de identificar os próprios sentimentos, emoções e ações. Desenvolver esta habilidade é importante não só para que a criança possa se conectar consigo mesma, mas também porque esta permite que ela compreenda que suas ações têm consequências positivas ou negativas, tanto para ela quanto para os demais.

É muito útil começar desde cedo a ajudar a criança a se conhecer. Por volta dos dois anos. Começe o quanto antes a ajudar seus filhos a identificar suas emoções.

Uma maneira de fazer isto é por meio de atividades didáticas.
A atividade que estamos propondo para você ou a babá realizar

com a criança é a LATINHA DAS EMOÇÕES.

👉Imprima em um papel mais durinho para poder manusear bastante (um papel de 180g é o ideal).

👉Recorte, e coloque as “carinhas” dentro da latinha (que pode ser de leite vazia. Personalize a latinha para ficar mais legal☺)

👉Chacoalhe e peça para a criança retirar um a um. Para cada carinha que ela tirar, peça para ela contar uma historinha em que ela se sentiu como a figura. Quem brincar com a criança deve fazer o mesmo, para que gere empatia, confiança e reciprocidade.

🚩Essa atividade pode ser utilizada em situações em que a criança se sentir com raiva, triste, frustrada, chateada. Sente a criança quando ela estiver mais calma, e mostre todas as figurinhas de emoções para ela, e peça para que ela te mostre qual figura expressa como ela se sentiu.

Amarrar o cadarço é um passo importante na aprendizagem da autonomia da criança.

Muitos pais, professores e babás se perguntam como ensinar a criança a amarrar o cadarço. Eles estão amarrando os sapatos

das crianças o dia todo, mas transmitir essa técnica não é fácil.

A maioria das crianças ainda não tem coordenação para amarrar os seus próprios sapatos até os cinco ou seis anos de idade. Pouco a pouco, suas habilidades motoras finas vão se desenvolver o suficiente e permitir que ela se lembre desse processo que envolve várias etapas. É conveniente que, como mãe ou pai, você tenha sua própria maneira de ensinar a criança a amarrar o cadarço. Você pode usar o mesmo método que aprendeu. Mas lembre-se de que, embora você aplique o mesmo método com o seu filho, pode ser que não seja eficaz para ele. 

Fizemos com muito carinho esse molde de sapatos para você imprimir, fazer o furo do local por onde passa o cadarço, colocar um cadarço e treinar!

Clique aqui para download:

Nele você poderá escrever o que deseja que a criança aprenda a ser organizada, como guardar brinquedos, retirar o prato da mesa após a refeição (sob supervisão), colocar sua roupa suja no cesto. Cada dia que a criança cumprir um combinado, coloque um “X” ou uma estrelinha, ou coração. Algo que ela identifique o seu progresso dia após dia.

A ideia não é punir a criança pelo que ela não fez, mas incentivar que ela faça algumas tarefas, que são simples e adequadas à sua idade, e que vão contribuir para desenvolver não só a organização da criança, como o senso de responsabilidade, papel  na família e cuidados com seus pertences.

Clique aqui para download:

Um dos primeiros efeitos da quarentena é a desorientação atencional. A pessoa se sente mais confusa, menos concentrada, muito mais cansada. Ela pensa que vai trabalhar em casa e vai conseguir descansar, mas não é isso que acontece. Porque uma série de apaziguadores que nós temos no trabalho, como a pausa para o cafezinho ou a conversa com o colega, são suspensos.

Se para os adultos é assim, imagine para as crianças que estavam acostumadas a ter todos em casa apenas aos sábados e domingos, e de repente a semana toda virou um eterno final de semana?

Para que ela consiga assimilar essa nova realidade, e sentir-se segura, é importante que os pais organizem os dias que as crianças vão passar em casa.

Manter essa rotina é fundamental para seguir o desenvolvimento de aprendizagem iniciado na escola, para ajudar os pais que estão perdidos com os filhos em casa, para manter na memória os conhecimentos que estavam aprendendo na escola e para dar continuidade ao processo de aprendizagem iniciado.

Para que essas atividades sejam executadas dentro da rotina, e também não seja maçante, pois é preciso lembrar que o lazer deve fazer parte da rotina, preparamos uma tabela de rotina semanal para esse período de quarentena.

Pense nessa nova realidade familiar, e organizem junto com a criança.

Na coordenação motora fina, verificamos o uso de músculos pequenos, como os das mãos e dos pés. Ao desenhar, pintar ou manusear pequenos objetos, a criança realiza movimentos mais precisos, delicados, e desenvolve habilidades que acompanharão por toda a vida.

Uma boa forma de treinar a coordenação motora fina criança, são os desenhos pontilhados com diversos tipos de tracejados.

Clique aqui para download:

© 2018 por Maria Poppins. Criado com Wix.com